sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Feliz Ano Novo


Te desejo uma fé enorme.
Em qualquer coisa, não importa o quê.
Desejo esperanças novinhas em folha, todos os dias.
Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo.
Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso.
Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes.
Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito.
Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria.
Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.
As coisas vão dar certo.
Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa.
Te quero ver feliz, te quero ver sem melancolia nenhuma.
Certo, muitas ilusões dançaram.
Mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo, eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas.
Que 2012 seja doce. Repito sete vezes para dar sorte: que seja doce que seja doce que seja doce e assim por diante.
Que seja bom o que vier, pra você."

Caio Fernando Abreu

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Ano Novo



Pedi um 2011 cheio de saúde pra minha filha e para os meus. Um ano tranquilo. E assim foi.
Conquistei algumas coisas, conheci gente nova, lugares novos. Não viajei o tanto que gostaria, mas os passeios que fiz deixaram histórias pra contar.

Eu ri, chorei, tomei um porre, acertei e errei.

Eu recusei um emprego por causa da minha filha. E aceitei outro por causa de nós duas. Eu mudei muito ao longo desse ano, mas não deixei de acreditar que dinheiro não serve pra nada se não tivermos saúde.

Que 2012 eu continue ao lado de quem amo (e me ama). Que minha filha continue me enchendo de alegria e orgulho. Que eu nunca perca a fé e a força. Força filha, essa que eu só tenho por tua causa....

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Pérolas

Mãe chorando...

Filha: Mãe, o que foi?
Mãe: Nada não.
Filha: Mãe, fala pra mim porque que tu tá "tiste"!

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Falta de tempo


Filha,

A mãe tá sem tempo de postar coisas novas (não que elas não existam, pois a cada dia tu me surpreende mais). Mas o pouco que resta eu passo contigo.
Amanhã é dia de parcão, tu já me disse. Então é justo, não é?

Te amo. Com todas as minhas forças.
Mãe

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Bebê Hipoglós Amêndoas 2011



Conheça e vote no Germano, o primo da Isabelle que está próximo de se tornar o Bebê Hipoglós Amêndoas 2011. (Claro, se você votar.)

É rapidinho!

domingo, 6 de novembro de 2011

Anjo do céu


Um anjo do céu
Que trouxe pra mim
É a mais bonita, a jóia perfeita

Que é pra eu cuidar
Que é pra eu amar
Gota cristalina
Tem toda inocencia.

Vem ó meu bem
Não chore não vou cantar pra você
Vem ó meu bem
Não chore não vou cantar pra você

E um anjo do céu
Que me escolheu
Serei o seu corpo
Guardião da pureza

Que é pra eu cuidar
Que é pra eu amar
Gota cristalina
Tem toda inocencia

Vem ó meu bem
Não chore não vou cantar pra você
Vem ó meu bem
Não chore não vou cantar pra você

Vem ó meu bem
Não chore não vou cantar pra você
Vem ó meu bem
Não chore não...

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Amo...


Filha,


Eu te amo tanto que te acho perfeita. Sim, perfeita da cabeça aos pés.

Amo teu abraço. Nossa! Como eu amo... Teus olhos são lindos (um pouquinho mais claros que os meus, só pra eu não poder dizer que pelo menos eles puxaram por mim).

Amo cada dedo da tua mão. Elas são as mais perfeitas que já toquei na vida. E o toque filha... Não há explicação. Amo teu cabelo dourado e os fios que caem no teu pescoço quando tu me deixa prendê-los.

Amo teu corpo magrinho, mas cheio de energia. Amo teu nariz, tua boca e teu sorriso. Ah, o teu sorriso... Te ver sorrir me deixa plenamente feliz.

E o teu dente quebrado? É claro que eu amo também!

Sim filha, eu amo tudo em ti. Até teus defeitos. E esses, eu não trocaria por nada.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Pérolas

Filha tomando banho e cantando... (cantando muito).

Mãe: Filha, tá na hora de sair.
Filha: Só mais um pouquinho mãe. Eu tô feliz!

Beijei, beijei muito, até ela dizer chega!

Saudade de quem já foi



"Há feridas que nunca curam, apenas se esquecem de doer."
Fabrício Carpinejar

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Novembro...

Que seja doce...

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Coisas da vida



Eu queria muito ser mãe. Muito. (E modéstia a parte, acho que desempenho bem esse papel). Tu pode não gostar de mim, não ir com a minha cara, não concordar com minhas atitudes, mas se agradar a minha filha, já vou te ver com outros olhos...

Nesses últimos dias, fiquei sabendo de duas crianças conhecidas que estão passando por uma fase difícil na vida, com uma doença grave. E claro que me coloquei no lugar dessas mães. Eu fiquei tentando entender a situação delas, dos filhos, da família.
 
São coisas que pra mim, não fazem sentido. Crianças não deveriam ficar doentes. Lugar de criança é na pracinha e não no hospital. Criança tem que tomar sorvete e não medicamentos, tem que cair de bicicleta e não de cama.

Mas são coisas que fogem do nosso entendimento.

Eu agradeço todos os dias pela saúde da minha filha. E Deus tem me escutado. Vou ver se Ele libera uma "verba" pra dar muita força pra essas mães e fazer com que isso seja só um momento ruim, ok?

Não há nada mais precioso nessa vida do que um filho. Nada.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Viagens


Decidimos ir até Rivera nesse fim de semana e a princípio, a Isabelle ficaria com uma das vós, mas desde que eu comecei a trabalhar ela tá muito mais apegada a mim (e eu adorando...). Foi aí que optei por levá-la (depois que ela também decidiu que não queria ficar!).

Eu sabia que o nosso “programa” não havia nada de infantil, e muitos falaram que eu deveria deixá-la, mas como desperdiçar a companhia da minha filha?

Chegando ao hotel, depois de umas seis horas de viagem, eu perguntei a ela se queria dormir ou sair e adivinha a resposta? Sair! Sim. Ela é a “cara” do pai, mas tem o lado “boêmio” da mãe...

É claro que ela cansou, pediu colo, claro que sem ela seria mais tranqüilo pra nós. Mas ela foi e é nossa parceira. E eu nunca vou desperdiçar essa pequena grande companhia.

Até a próxima filha. Agora vamos descarregar a máquina e relembrar nossos bons momentos, ok?

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

99 Balões - Querido Eliot



Cada vez que perdemos alguém, pensamos que não somos NADA nessa vida. Que não temos poder algum todos nós sabemos, mas é nessas horas que gostaríamos de obter "tal poder".

A gente perde dinheiro, a chave, o celular, o namorado... Mas pra isso se dá um jeito. Mas perder alguém que se ama abre um buraco no peito que não tem mais conserto.

Eu não sei viver sem a minha mãe. Não consigo imaginar minha vida sem meus irmãos... sem minha família. Agora, se eu perdesse minha filha, não haveria choro, remédio, tempo que me fizesse entender.

A Isabelle é do jeito que eu pedi a Deus. Eu falo pra ela todos os dias que a amo. E quando não tenho certeza se já falei eu pergunto se ela sabe disso e rapidamente vem o sim.

Um dia eu vou embora. E eu também só ficarei triste depois, porque eu aproveito cada dia ao lado da minha filha.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Minha vó

 
O fato da minha mãe trabalhar o dia inteiro, fez com que minha vó fosse muito solicitada. Lá que eu passava a maior parte do tempo, mesmo depois de grande.

Quando se fala na minha vó, lembro daquele pão com manteiga que ela comprava pra mim (e deixava eu por açúcar no meio), das brincadeiras com amigos depois da aula, da comida, e principalmente de sua força.

Minha vó é o máximo. Tem 75 anos, e é talvez a pessoa mais forte da família. Mesmo depois de ter sofrido um AVC, de ter perdido o marido, irmãos e um filho.

Infelizmente as coisas não são como antes, mas ela continua bonita, bondosa, amiga.  Minha filha adora a bisa. Ajuda ela a sentar, levantar, empurrar a cadeira... E eu fico muito feliz de saber que a Isabelle conseguiu conhecê-la.

Eu te amo vó. Um dia a gente vai entender o porque de certas coisas.

Que Deus continue te protegendo e te dando forças. Sempre.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

História do Lilinho



A História do Lilinho é o novo filme institucional da Panvel. Lançado em outubro de 2011, resgata os laços de amor e carinho que todos nós temos com quem amamos.

Nós fizemos o mesmo com o Antônio. Sei que a perda faz parte da vida e inevitavelmente minha filha terá que conviver com isso, mas enquanto eu puder evitar que ela sofra, eu farei.

Deixar a minha pequena ser criança. Ela tem muito tempo pra sofrer. Não precisa ser agora. 

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Eu entendo...



Um cão velho e com olhar cansado estava andando pela rua e entrou em meu jardim. Eu pude ver, pela coleira e seu pêlo brilhante, que ele era bem alimentado e bem cuidado. Ele andou calmamente até mim e eu o agradei. Então ele me seguiu e entrou em minha casa. Passou pela sala, entrou no corredor, deitou-se em um cantinho e dormiu.

Uma hora depois ele foi para a porta e eu o deixei sair.

No dia seguinte ele voltou, fez "festinha" para mim no jardim, entrou em minha casa e novamente dormiu por uma hora no cantinho do corredor. Isso se repetiu por várias semanas.

Curioso, coloquei um bilhete em sua coleira: "Gostaria de saber quem é o dono deste lindo e amável cachorro, e perguntar se você sabe que ele vem até a minha casa todas as tardes para tirar uma soneca."

No dia seguinte ele chegou para sua habitual soneca, com um outro bilhete na coleira: "Ele mora em uma casa com 6 crianças, 2 das quais têm menos de 3 anos - provavelmente ele está tentando descansar um pouco. Posso ir com ele amanhã???"

Autor desconhecido

Recebi esse e-mail hoje e adorei. Entendo bem como é...

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Bico


Minha filha ainda usa bico.
Eu sei que crianças com mais de 3 anos não devem usar bico, sei que isso pode afetar o posicionamento dos dentes e também sei que não sou “firme” com minha pequena nessa questão. Posso ser criticada por muitos, mas eu dou o bico quando ela pede e detesto que fiquem dizendo que ela já é “grande” pra usá-lo.
O bico tá sendo usado com cautela, somente na hora do sono ou dos choros. Assim que vemos que ela já dormiu, retiramos o bico. O processo será simples, devagar, como todas as outras etapas da vida dela. Como tudo na vida deve ser.
Eu sei que nós somos capazes, né filha? 

Feliz aniversário



Pai,
Tu vive aqui. Dentro de mim. Pra sempre.
Feliz aniversário.
Com carinho,
Inha

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Viver...


Eu nunca trocaria meus amigos surpreendentes, minha vida maravilhosa, minha amada família por menos cabelo branco ou uma barriga mais lisa.
Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais amável para mim, e menos crítica de mim mesmo.  Eu me tornei meu próprio amigo...  Eu não me censuro por comer biscoito extra, ou por não fazer a minha cama, ou para a compra de algo bobo que eu não precisava, como uma escultura de cimento, mas que parece tão “avant garde” no meu pátio.  Eu tenho direito de ser desarrumada, de ser extravagante.
Vi muitos amigos queridos deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento.

Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou jogar no computador até as quatro horas e dormir até meio-dia?  Eu dançarei ao som daqueles sucessos maravilhosos dos anos 60 e 70, e se eu, ao mesmo tempo, desejo de chorar por um amor perdido ...  Eu vou. Vou andar na praia em um maiô excessivamente esticado sobre um corpo decadente, e mergulhar nas ondas com abandono, se eu quiser, apesar dos olhares penalizados dos outros no jet set.

Eles, também, vão envelhecer.
Eu sei que eu sou às vezes esquecida.  Mas há mais, alguns coisas na vida que devem ser esquecidas. Eu me recordo das coisas importantes.

Claro, ao longo dos anos meu coração foi quebrado. Como não pode quebrar seu coração quando você perde um ente querido, ou quando uma criança sofre, ou mesmo quando algum amado animal de estimação é atropelado por um carro?  Mas corações partidos são os que nos dão força, compreensão e compaixão. Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser imperfeito.

Eu sou tão abençoada por ter vivido o suficiente para ter meus cabelos grisalhos, e ter os risos da juventude gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto.
Muitos nunca riram, muitos morreram antes de seus cabelos virarem prata. Conforme você envelhece, é mais fácil ser positivo.  Você se preocupa menos com o que os outros pensam.  Eu não me questiono mais.
Eu ganhei o direito de estar errado.

Assim, para responder sua pergunta, eu gosto de ser velha.  Ele me libertou.  Eu gosto da pessoa que me tornei.  Eu não vou viver para sempre, mas enquanto eu ainda estou aqui, eu não vou perder tempo lamentando o que poderia ter sido, ou me preocupar com o que será.  E eu vou comer sobremesa todos os dias (se me apetecer).

Autor desconhecido

sábado, 1 de outubro de 2011

Parabéns pra mim



Desejo a mim mesma um feliz aniversário.
Desejo saúde;
Desejo sabedoria;
Desejo meus sonhos e os da minha filha realizados;
Desejo manter minha família por perto;
Fazer bagunça com a Isabelle;
Desejo conversar com meu marido antes de dormir;
Achar dinheiro no bolso;
Desejo assistir um bom filme ao lado do meu amor (como nos velhos tempos);
Desejo o colo da minha mãe quando eu precisar;
A comida da minha dinda;
E os conselhos da minha irmã;
Desejo todos os dias o abraço da minha filha;
O bom humor do meu irmão;
E as risadas dos meus afilhados;
Desejo fazer planos;
Desejo um bom livro;
Um dia inteiro de pijama, enquanto chove na rua;
No mais, desejo o mesmo que todos: amor, paz, alegrias.
Minha vida tá só começando!

Dia Especial


Mamãe,

Primeiramente desculpe usar tua senha sem pedir, mas... o Papai está ajudando então não te preocupa...

Queremos te dizer que:
- viver contigo é muito legal e divertido;
- um carinho teu vale mais que diamante;
- adoramos fazer as coisas junto contigo, pricipalmente ir na pracinha;
- a nega-maluca é sempre muito deliciosa;
- as conversas são sempre muito legais;
- estar contigo é maravilhoso;
- eu adoro as historinhas, mas temos que aumentar o repertório das musiquinhas... hehehe;
- adoramos comemorar o teu anivesário;
- e claro TE AMAMOS MUITO!!!

Neste dia especial, queremos te abraçar, beijar e te desejar muita saúde, paz, amor e sucesso...

FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

PS. Papai disse que também é uma forma de agradecer pela declaração que tu fez para ele no outro dia.

Beijos, e mais uma vez Te Amamos...

Bebella e Papai

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Desejos


Desejo a vocês…Cheiro de jardim, namoro no portão, domingo sem chuva, segunda sem mau humor, sábado com seu amor. Viver sem inimigos, filme antigo na TV, ter uma pessoa especial e que ela goste de você. Rir como criança, ouvir canto de passarinho, sarar de resfriado, escrever um poema de amor que nunca será rasgado.

Carlos Drummond de Andrade

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Certeza



Hoje tive certeza da escolha que fiz.

No início do mês recebi uma proposta de emprego em Porto Alegre (essa, que me deixou ansiosa e louca de vontade de aceitar), mas eu também tinha um "convite" aqui.  Foi aí que depois de muitos conselhos, optei por ficar mais próximo da Isabelle.

Hoje ela passou a manhã toda chamando por mim e à tarde veio me ver. Ganhou colo, milk shake e carinho. Foi embora certa de que toda a vez que ela me chamar, eu estarei aqui. SEMPRE.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Promessa


Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. Tô me aproximando de tudo que me faz completo, me faz feliz e que me quer bem. Tô aproveitando tudo de bom que essa nossa vida tem. Tô me dedicando de verdade pra agradar um outro alguém. Tô trazendo pra perto de mim quem eu gosto e quem gosta de mim também. Ultimamente eu só tô querendo ver o ‘bom’ que todo mundo tem. Relaxa, respira, se irritar é bom pra quem? Supera, suporta, entenda: isento de problemas eu não conheço ninguém. Queira viver, viver melhor, viver sorrindo e até os cem. Tô feliz, to despreocupado, com a vida eu to de bem.

Caio Fernando Abreu.

domingo, 25 de setembro de 2011

Minha Vida

Minha vida tem nome, sobrenome, idade, endereço, olhos e um sorriso encantador.


sábado, 24 de setembro de 2011

Sábado é dia de...



... Acordar mais tarde;
... Pracinha;
... Não ser "escrava" do relógio;
... Ir no supermercado;
... Aniversários;
... Almoçar ou jantar fora;
... E claro, fazer as unhas!

* Mamadeira no detalhe...

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Pra você


Para você, ser humano
Eu só vim lhe desejar um dia lindo.
Com flores pelos caminhos que você percorrer.
Com gente feliz ao seu redor.
Com chuvas de sorrisos e de olhares que vem da alma.
Não importa se grandes notícias não virão hoje.
Que também não venham as más.
Que seu dia seja de paz.
Que você esteja em paz.
E que você olhe os problemas de cima, e as pessoas que você convive, com olho no olho.
Que as palavras do dia sejam ‘leveza’, ‘doçura’, ‘calmaria’, ‘tranquilidade’.
E que suas próximas horas sejam carregadas de pensamentos positivos e muita paz no coração.
Só vim te desejar um ótimo dia.
Colorido e florido.


Caio F. Abreu

* Pra você:
Que lê meu blog, que faz parte da minha vida e da vida da minha pequena...

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Dia do gaúcho


quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Minha escolha



Ontem meu marido e eu olhando a novela (raro esse momento...), comentamos sobre o dilema de uma das personagens que é o de engravidar aos 50 anos (eu acho!) e da vontade que ficou dentro dela depois que descobriu que seu marido era estéril.
Acharam que naquele momento, um filho não faria falta, mas agora a “vontade” veio à tona, e o tempo passou...

Respeito a opinião de quem não quer ter filhos, quem quer ter só um ou quer ter no mínimo cinco.
Eu, particularmente sempre quis. SEMPRE.

Eu tenho uma filha linda. Sei que ela não vai ficar “embaixo da minha asa” pra sempre (que pena!), mas foi a melhor coisa que fiz na minha vida! Não é algo fácil, mas não há NADA nesse mundo que me faça mais feliz do que minha “mocinha”.   

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Te amo porque...

Tu se emocionou na primeira ecografia;
Tu falava com a minha barriga;
Tu não sai sem dar um beijo na nossa pequena;
Tu brinca com ela;
Tu ri das coisas que ela fala;
Tu sabe dizer não, sem deixá-la magoada;
Tu nos faz feliz.

Que bom que eu te encontrei. Que bom que tu é o pai da minha filha.

domingo, 11 de setembro de 2011

Criança pra sempre


"Quando eu crescer eu vou ficar criança."
Manoel de Barros

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Emília


Monteiro Lobato ficaria encantado com essa "Emília"...

domingo, 4 de setembro de 2011

Setembro


"Claro, claro que vem, o amor tá solto no ar de setembro!"
Caio Fernando Abreu

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Pérolas

Mãe: Isabelle, quantas vezes já te disse que não é para ir no banheiro sem calçado?
Isabelle: Xixi, mãe...
Mãe: Faz teu xixi e depois "chispa" daqui!
Isabelle: "Chispa"??? O que é isso?

Filha,
Tu me faz tão bem...

Confissões


Eu confesso:

- Sou uma péssima dona de casa;
- Que agora eu tenho medo de morrer;
- Que tem dias que eu fico braba com meu marido quando ele diz para a Isabelle: Pede pra mãe!
- A companhia da minha filha me faz bem. Muito bem. Mas às vezes eu canso.
- Chorei muito quando tive que voltar a trabalhar;
- Agora, agradeço por ter a oportunidade de ficar com ela em tempo integral;
- Que não me acostumo quando ela dorme fora de casa;
- Que eu tenho saudade da minha barriga e de amamentar;
- Que eu me surpreendi comigo mesma depois que minha pequena nasceu;
- Que não sei dizer não a ela;
- Que não sabia que eu iria gostar tanto de ser mãe de uma menina;
- Que ela é tudo que eu sempre sonhei;
- Que meu mundo agora é cor de rosa...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Anna Laura


Falei com minha afilhada pelo telefone. Perguntei qual o presente que ela queria ganhar quando eu fosse visitá-la.

De todos os presentes do mundo, de todas as escolhas que ela poderia fazer, ela apenas me pediu para levar a "Bebele" para ambas brincarem na casa de bonecas...

Minha afilhada é o máximo, né?

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Vai encarar?


Não á dúvidas que minha vida mudou pra melhor, depois que a minha pequena nasceu.
Não há dúvidas que o tempo em que estive com ela, nenhum trabalho do mundo iria compensar.
Mas também não há dúvidas que ser mãe e cuidar da casa não é fácil.

E não é todo mundo que encara...

Tem o “mamá” quando acorda, tem a preparação do lanche e mochila da escola, levá-la, buscá-la, roupas e louças lavadas, as “doações” das roupas que não servem mais, ir ao supermercado, ir à pracinha, ir no banco, família no fim de semana, brincadeiras com minha pequena à noite, banho, janta, aniversários, comprar os presentes de aniversário, compromissos (da Isabelle, do Gustavo e de nós dois), manicure uma vez por semana, Espaço Vida Saudável segunda, quarta e sexta-feira, organização do nosso apartamento (tá, vamos combinar que isso é o que “menos” me abala.), filme com meu marido (só depois da Isabelle dormir), torcida para que o cansaço vença a minha pequena, etc, etc, etc...

Mas o que me dá mais raiva é quando meu marido chega em casa e pergunta: Não fez nada hoje?

Desculpa minha sogra, mas a vontade é de matar!!!!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

By Caio F. Abreu



Chega um dia que a gente simplesmente muda. Os sentimentos acabam e o coração faz novas escolhas.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A torcida da sua vida


"Mesmo antes de nascer, já tinha alguém torcendo por você.
Tinha gente que torcia para você ser menino. Outros torciam para você ser menina.
Torciam para você puxar a beleza da mãe, o bom humor do pai.

Estavam torcendo para você nascer perfeito. Daí continuaram torcendo.
Torceram pelo seu primeiro sorriso, pela primeira palavra , pelo primeiro passo.
O seu primeiro dia de escola foi a maior torcida. E o primeiro gol, então?
E de tanto torcerem por você, você aprendeu a torcer. Começou a torcer para ganhar muitos presentes e flagrar Papai Noel. Torcia o nariz para o quiabo e a escarola. Mas torcia por hambúrguer e refrigerante. Começou a torcer até para um time.

Provavelmente, nesse dia, você descobriu que tem gente que torce diferente de você.
Seus pais torciam para você comer de boca fechada, tomar banho, escovar os dentes, estudar inglês e piano.
Eles só estavam torcendo para você ser uma pessoa bacana. Seus amigos torciam para você usar brinco, cabular aula, falar palavrão. Eles também estavam torcendo para você ser bacana.

Nessas horas, você só torcia para não ter nascido. E por não saber pelo que você torcia, torcia torcido.
Torceu para seus irmãos se ferrarem, torceu para o mundo explodir.
E quando os hormônios começaram a torcer, torceu pelo primeiro beijo, pelo primeiro amasso.

Depois começou a torcer pela sua liberdade.
Torcia para viajar com a turma, ficar até tarde na rua.
Sua mãe só torcia para você chegar vivo em casa.
Passou a torcer o nariz para as roupas da sua irmã, para as idéias dos professores e para qualquer opinião dos seus pais. Todo mundo queria era torcer o seu pescoço. Foi quando até você começou a torcer pelo seu futuro. Torceu para ser médico, músico, advogado. Na dúvida, torceu para ser físico nuclear ou jogador de futebol. Seus pais torciam para passar logo essa fase.

No dia do vestibular, uma grande torcida se formou. Pais, avós, vizinhos, namoradas e todos os santos torceram por você.
Na faculdade, então, era torcida pra todo lado. Para a direita, esquerda, contra a corrupção, a fome na Albânia e o preço da coxinha na cantina.

E, de torcida em torcida, um dia teve um torcicolo de tanto olhar para ela. Primeiro, torceu para ela não ter outro. Torceu para ela não te achar muito baixo, muito alto, muito gordo, muito magro. Descobriu que ela torcia igual a você. E de repente vocês estavam torcendo para não acordar desse sonho. Torceram para ganhar a geladeira, o microondas e a grana para a viagem de lua-de-mel.

E daí pra frente você entendeu que a vida é uma grande torcida.
Porque, mesmo antes do seu filho nascer, já tinha muita gente torcendo por ele.
Mesmo com toda essa torcida, pode ser que você ainda não tenha conquistado algumas coisas.

Mas muita gente ainda torce por você!
Se procurar bem você acaba encontrando.
Não a explicação (duvidosa), mas a poesia (inexplicável) da vida."

Carlos Drummond de Andrade
No blog maria todo dia

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Pérolas da minha pequena


Mãe: Gustavo, faz um chá verde pra mim?!
Isabelle: Pai, vai tomar chá preto?
Pai: Não. O pai não vai tomar chá preto, nem branco, filha...
Isabelle: Ah, vai tomar chá azul?

Resumo do dia de hoje





sábado, 20 de agosto de 2011

Parabéns Dinda Noka



Filha,

Hoje é aniversário da Dinda Noka. Tu a conhece há 3 anos. Eu há 29.
O que mudou?

Hoje ela não precisa mais da mãe pra levá-la a Porto Alegre, nem pra abraçá-la quando tiver pesadelo.

Ela cresceu. É inteligente, responsável e organizada.
Ela casou. Toma conta da casa e da vida profissional. Venceu uma batalha e tanto pra ficar com a gente.

Tornou-se uma pessoa linda. E mesmo antes de tu nasceres eu já sabia que ela seria a tua madrinha.

Nós desejamos a ela saúde, amor, paz, alegrias. E claro, que ela esteja sempre pertinho da gente, né filha?!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Do tempo da mãe

Filha,

Esse é o tipo de coisa que tu não vai vivenciar (eu acho)...
Dei muita risada ontem, lembrando das coisas que eu já fiz.
Eu jogava “Stop” com minhas amigas. Duas delas (Leila e Daniela) ainda convivem com a mãe (e agora contigo!).

Eu já colecionei papel de carta, mas a Dinda Noka levou isso muito mais a sério.

Eu sempre cheirava as provas para sentir o cheiro de álcool. Ah, e adorava quando a professora me pedia para passá-las no mimeógrafo...

Eu sempre voltava pra casa com “meleca” de ovo na cabeça no dia do meu aniversário. (Sim, a mãe sempre tava metida quando o aniversário era dos outros).

Eu adoro receber esse tipo de e-mail. Me lembro o quanto foi bom esse tempo.
Tempo bom filha, do jeito que vai ser o teu...