quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Presente


Eu ganhei um presentão de Natal. O melhor de todos. Ele ainda tá embaladinho e chega no fim de abril e a DINDA tá doida pra agarrar.
Eu serei madrinha da Marina. Mesmo que não fosse, eu amaria e amo minha minha mocinha da mesma forma, ela já é o meu mais novo amor, mas agora tem outro "gostinho".

Obs.: Tô tentando fechar a boca, mas não consigo. :)

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

O medo de um desenho

 
Pego os trabalhos da escola da minha filha e fico admirando os desenhos que ela faz. Quando um deles me deixa pra morrer...
Era ela e o pai. Os dois juntos. E eu não tava ali.
Como assim?
(A mãe neurótica deixa todos os trabalhos de lado e se preocupa apenas com esse).
 
- Filha, por que tu não desenhou a mãe?
- Ai mãe, não tava com vontade.
- Mas filha, tu não gosta da mãe? A mãe tá sempre contigo, blá, blá, blá...
- Gosto mãe, mas eu tava com saudade do meu pai e desenhei ele. Outro dia desenho tu, tá?
 
Nãooooooooooo!!!
Chorei, liguei pra minha mãe, enchi minha filha de perguntas, falei até com uma psicóloga.
Foi aí que ela me disse que talvez minha filha estivesse sentindo a falta do pai. E já que temos um convívio maior, minha pequena se achou "no direito" de não me colocar no desenho.
 
Me acalmei e vi que eu aparecia em outros trabalhos. Nós duas no supermercado, passeando... Eu e ela. Mais ninguém.
Ai filha desculpa, mas é tanto amor que eu tenho por ti que tô até pensando em falar com a psicóloga mais vezes. :)

 

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Ainda enganando o Papai Noel

Isabelle: Mãe, de noite todo mundo dorme?
Mãe: Sim filha, todos descansam e dormem.
Isabelle: Mãe, já tá de noite?
Mãe: Sim. Tá na hora de dormir.
Isabelle: Então dá o meu bico que o Papai Noel tá dormindo, né?

domingo, 16 de dezembro de 2012

Irmãos

Sempre quis ser mãe. E quando descobri que estava grávida eu torcia para que fossem dois.
Deus não quis assim e eu não reclamei, porque Ele me deu uma filha saudável, que era o que eu também pedia.

Deus faz as coisas certas, né? Porque agora eu acho lindo... o dos outros. 
Quando ela nasceu, achava que não ia conseguir me "virar" sozinha, e descobri em mim uma pessoa que nem sabia que existia. Mal eu sabia que essa fase de recém-nascido era a mais fácil.

Agora com 4 anos, minha filha exige que me vire em duas para me manter presente na vida dela e essa correria do dia a dia é um dos motivos que me faz pensar em não ter outro filho.
Aí eu mudo de ideia quando vejo a barriga linda da minha irmã. E mudo de novo quando vejo o carnê da escola.
Pego as filhas da minha amiga e prima no colo e me dá uma tremenda saudade e penso que seria mais difícil ainda meu cotidiano com dois filhos, porque trabalho fora e não quero parar.

E cada vez que vejo roupinhas de bebê e toda a ansiedade da chegada eu penso em ter outro.
Cada vez que penso no amor que tenho pelos meus irmãos e o quanto eu posso contar com eles, penso que não devo ser egoísta e que posso proporcionar o mesmo para minha filha.

E enquanto eu penso demais o tempo vai passando pra mim, pra ela.
Viu porque eu queria ter tido gêmeos?

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Pérolas


Isabelle: Mãe, quero falar com o Papai Noel. Quero pedir minha boneca pra ele.
Mãe: Tive uma idéia. Por que tu não dá o bico pra ele? Diz que vai se comportar e assim ele te dá o que tu pediu?
Isabelle: Mas só vou dar meu bico se eu ganhar a boneca, né?
Mãe: Sim. Vai fazer uma troca, combinado?
Isabelle tem um papo gostoso com o Papai Noel do shopping, tira foto, diz que se comporta, diz que as coisas dela estão arrumadas e se "espiá-la", verá que merece a tal boneca que já está embaixo da árvore e ela nem sabe.

Em casa na hora de dormir, pede o bico.
Mãe: Filha, tu esqueceu que tu deu o bico em troca da boneca?
Isabelle: Mãe, eu dei aquele, mas tenho outro.

O Coelhinho da Páscoa já tinha sido enganado. Agora sobrou para o Papai Noel.

        

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Ser mãe